MARTHA PAGY ESCRITÓRIO DE ARTE
artistas exposições quem somos notícias contato múltiplos projetos

> <
  • Ansel Abstract, 2019
    Acrílica sobre tela
    1 x 2,30 m

  • Topografia planificada, 2019
    Acrílica sobre tela
    1 x 1,5 m

  • Tidal shift, 2018
    Acrílica sobre tela
    121.92 x 91.44 cm

  • Quantum Gravity, 2018
    Acrílica sobre tela
    121.92 x 91.44 cm

  • Inner Demons, 2018
    Acrílica sobre tela
    76.2 x 60.96 cm

  • Profile Reactions, 2018
    Acrílica sobre tela
    76,2 x 60.96 cm

  • Beneath the Skin, 2018
    Acrílica sobre tela
    61 x 49 cm

  • Inside the mind, 2018
    Acrílica sobre tela
    89 x 89 cm

  • Conclusão, 2018
    Acrílica sobre tela
    70 x 70 cm

  • Facial Recognition, 2018
    Acrílica sobre tela
    70 x 70 cm

GUI MACHADO

“A gravidade é uma das quatro forças fundamentais da natureza. A clássica lei da gravitação universal de Newton postula que a força da gravidade é diretamente proporcional às massas dos corpos em interação e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre eles. Esta descrição oferece uma aproximação precisa para a maioria das situações físicas, entre as quais os cálculos de trajetória espacial.”

A nova série de pinturas do Gui é quase toda construída através da gravidade. Estas não são pinturas criadas de forma tradicional. Elas são criadas pela força de atração do planeta que puxa a tinta para baixo. O artista atua como um guia direcionando como a tinta preta e branca se movem na superfície. Existe uma clara inspiração do Expressionismo Abstrato nas pinturas que foram todas feitas em Nova York.

“Eu me interesso muito mais pelo que o espectador vê nos trabalhos do que pela minha intenção original. A pintura abstrata tem o poder de relacionar formas com imagens de experiências impressas no cérebro de cada pessoa. Quanto mais tempo se olha para uma obra mais coisas são descobertas e uma conexão se cria entre o espectador e a tela.”

Guilherme Machado é um artista brasileiro radicado no Brooklyn. Ele começou pintando graffiti nas ruas do Rio de Janeiro e logo foi convidado a expor seu trabalho. Em 2011 ele se mudou para Nova York para estudar na SVA (Escola de Artes Visuais) onde participou de uma residência artística focada em pintura. Em 2012 ele foi convidado para expor pinturas e fotografias numa coletiva durante a Miami Art Basel. Após alguns anos morando na cidade ele começou a exibir seu trabalho em Nova York, Rio e Europa. Suas fotos foram publicadas na Vogue Brasil, Teen Vogue, Hidden Champion, Juxtapox e Citizens of Humanity.

VÍDEO PROCESSO CRIATIVO